Doença Psicossomática

“Você não tem nada, é psicossomático, está apenas somatizando”.

Muitos usam essas frases contra as pessoas que passam por doenças psicossomáticas. Mas saiba que o fato de possuir doença psicossomática ou passar por somatização não significa necessariamente que não há doença.

Um psicólogo ou psiquiatra pode diagnosticar corretamente se sua doença tem origem psicossomática ou não.

Psicólogo para tratar doenças psicossomáticas

DOENÇA PSICOSSOMÁTICA OU SOMATIZAÇÃO: QUAL A DIFERENÇA?

SOMATIZAÇÃO:
Presença de sintomas físicos mas não há doença orgânica. A causa destes sintomas é emocional. Por exemplo: Na síndrome do pânico a pessoa apresenta sintomas organicos idênticos ao ataque do coração, ou à problemas intestinais, mas o médico não detecta cardiopatia alguma em seus exames.

DOENÇA PSICOSSOMÁTICA:
Presença de alterações clínicas detectáveis por exames de laboratório, ou seja, o corpo da pessoa apresenta danos físicos. É uma doença orgânica, mas com causa psicológica. Em situações de forte estresse emocional o corpo reage como que “informando” que algo não está bem.

Alguns exemplos:

Pele – irritação, alergias, coceiras, vermelhidão.

Estômago – má digestão, enjôos, vômitos, azia.

Intestino – diarréia.

Garganta – Irritação, tosse, dificuldade para respirar, dor e inflamação.

Sistema imunológico – gripe, herpes, etc. Cabeça – dores, enxaqueca.

Fonte:

Referencia: Psicossomática e suas interfaces. Valdemar Augusto Angerami – Camon

Marisa de Abreu Alves
Psicóloga

Unipsico Rio Preto – Cooperativa de Psicólogos
(17) 3222.3091

#psicologia #sãojosédoriopreto #riopreto #unipsicoriopreto #unipsico#cooperativadepsicologos #saudeemocional #alcancedetodos#vivendooagora #psicoterapia #terapia

Comentários encerrados.